Regional G2 realiza reunião do comitê e equipe TFO visita unidades

A regional G2, que abrange as franquias de Ribeirão Preto, Catanduva, São Carlos, São J. do Rio Preto, Araçatuba, Fernandópolis, Marília, Bauru, Botucatu, Franca, Presidente Prudente e Assis, realizou a reunião de Comitê na semana passada, para alinhar importantes pontos e expectativas em relação à operação e ao TFO em rede.

A equipe da Transfolha aproveitou para visitar algumas unidades e entender melhor as oportunidades locais.

Para Ale Oliveira, gerente de distribuição, a reunião do comitê regional do G2 foi marcada pela grande troca de experiências entre todos da REDE Transfolha. Foram feitas reflexões e discussões estruturadas sobre o modelo anterior de trabalho e a nossa REDE atual, que é integrada e participativa e, desta forma, desenvolve-se a cada dia, preparando-se para o futuro.
"Sabemos que precisamos melhorar nosso tempo de resposta para dar conta dos projetos e demandas do mercado, que é muito dinâmico e acelerado. Estar aberto aos feedbacks da própria REDE, aprendendo em conjunto e corrigindo uns aos outros, é a melhor forma de amadurecer nossos relacionamentos, aumentar nossa autonomia e, principalmente, alavancar os novos negócios. Vamos trabalhar dividindo responsabilidades e co-criando as estratégias, soluções e o planejamento, definindo as ações necessárias e as melhorias para serem desenvolvidas. Esse é o formato da REDE Transfolha."

Segundo, André Ferraro, gerente de projetos estratégicos: "A reunião do G2 foi uma excelente oportunidade de estabelecermos um alinhamento estratégico sobre o produto TFO em Rede, que será com certeza uma forma de alavancar receita adicional para toda a rede por meio de processo colaborativo, porque ganha quem realizar o negócio (venda), quem realizar o last-mile e também a Transfolha, ou seja, toda a rede é beneficiada. Outro ponto de extrema importância foi a definição de um objetivo por franquia e também o processo do placar de gestão, para um acompanhamento mês a mês, cujo principal foco será estabelecer ações de correção, sempre que necessário, para ajustes no processo."

Um fato curioso revelado pela 4ª edição da Pesquisa Nacional de Varejo Online é que, atualmente, os shoppings virtuais (marketplaces) já são considerados a principal plataforma de e-commerce utilizada por microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte. A pesquisa também apontou que 42% das dificuldades enfrentadas por esses pequenos comerciantes é no setor de logística, e mostrou ainda que os estados que mais compram produtos pela internet são São Paulo (89%), Rio de Janeiro (75%), Minas Gerais (69%), Rio Grande do Sul (42%) e Paraná (40%).

Transfolha
Reunião de Comitê G2
Reunião de Comitê G2

Últimas notícias

1 2 3 4 5 Próximo